O que é a investigação artística?: Pressupostos, Práticas e Problematizações

2018-10-15

ENCERRADO / CLOSED

Chamada de Artigos:
"O que é a investigação artística?: Pressupostos, Práticas e Problematizações"
Prazo de submissão: 31 de janeiro de 2019

Equipa editorial convidada: Francesca Rayner, Tiago Porteiro, José Eduardo Silva (Universidade do Minho) e Afonso Becerra (ESAD, Vigo)

 A criação artística é já em si um processo de investigação em que criadorxs pesquisam as possibilidades e os limites dos seus materiais, corpos, espaços e textos. No entanto, estes processos de investigação multidisciplinares nem sempre são visíveis ou explícitos e, frequentemente, utilizam noções de intuição, emoção ou subjetividade para explicar seus processos. Por estas razões, a investigação artística não se enquadra facilmente na noção da ciência com cariz objetivo e passível de ser reproduzido e, muitas vezes, põe em causa os métodos e práticas da ciência em busca de linguagens e metodologias próprias. Questiona, por exemplo, noções de conhecimento que valorizam excessivamente a mente e subvalorizam o corpo. Interroga a hierarquização que privilegia o pensar e marginaliza o sentir. Desconstrói fronteiras entre práticas artísticas e práticas sociais e políticas.

Este volume de Diacrítica procura dar voz aos múltiplos pressupostos, práticas e problematizações que decorrem da tensão produtiva entre criação artística e investigação académica. Aceita contribuições de investigadores universitárixs na área das Artes como também de artistas-investigadorxs dentro e fora das universidades. Tem como objetivo mapear o panorama atual da investigação artística ao nível nacional e internacional e contribuir para a consciencialização da diferença como base da investigação artística.

Além dos artigos temáticos, a Diacrítica aceita também artigos que não se subordinam à temática deste volume. Estes devem ser submetidos na secção Varia.