Polêmica e Argumentação

Interfaces possíveis em textos midiáticos de natureza política

  • Rosalice Pinto Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa
  • Mônica Magalhães Cavalcante Universidade Federal do Ceará
  • Mariza Angélica Paiva Brito Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Resumo

Este artigo, centrado essencialmente numa perspetiva sociocognitivo-discursiva para o estudo da argumentação em textos, visa refletir sobre as formas como a polêmica (Charaudeau, 2017; Amossy, 2017) em sua vertente argumentativa se materializa em textos midiáticos de natureza política. Para atingir tal objetivo, são selecionados exemplares de textos de natureza opinativa em circulação nos media brasileiros sobre a destituição do Presidente da República atual do Brasil: Michel Temer. Estudos preliminares atestam a relevância das categorias analíticas da Linguística Textual para que se analisem os procedimentos argumentativos ou estratégias argumentativas (AMOSSY, 2017) presentes em textos de natureza polémica. Defende-se aqui que a Linguística Textual, ao considerar os interlocutores verdadeiros agentes sociais, pode vir a considerar a existência de dois tipos de persuasão que podem até ser concomitantes nas interações verbais: o da “retórica do acordo” e o da “retórica do dissenso”, podendo a polémica vir a estar associada a uma ou a outra.

Biografias Autor

Mônica Magalhães Cavalcante, Universidade Federal do Ceará

Graduada em Letras pela Universidade Estadual do Ceará (UFC, 1985), mestre em Linguística pela Universidade Federal do Ceará (UFC, 1996) e doutora em Linguística pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, 2000). Pós-doutora pela Unicamp (2003). Professora da graduação e da pós-graduação da UFC, coordena o Grupo de Pesquisa Protexto desde 2001. Desenvolve pesquisas na área de discurso, sociocognição e argumentação, em interface com outrs vertentes teóricas. Publicou, entre outros livros: Os sentidos do texto (Contexto, 2012), Referenciação: sobre coisas ditas e não ditas (Edições UFC, 2011).

Mariza Angélica Paiva Brito, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Psicanalista e graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC, 1994), mestre (2005) e doutora (2010) em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFC. Vice-líder do Protexto - Grupo de Pesquis em Linguística / UFC desde 2003, pós-doutora pela Universidade Federal do Ceará. É docente da graduação e da Pós-Graduação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), no Ceará, Brasil. Desenvolve pesquisas na área da Linguística do Texto, Psicanálise, heterogeneidade enunciativa, hipertextualidade e educação especial.

Publicado
2018-11-27
Como Citar
Pinto, R., Cavalcante, M., & Brito, M. (2018). Polêmica e Argumentação. Diacrítica, 32(1), 5-24. https://doi.org/https://doi.org/10.21814/diacritica.140
Secção
Argumentação e Discursos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)