LÁGRIMAS DE HERACLITO: A UNIDADE CRIATIVA DE SENTIMENTO E PENSAMENTO NA OBRA DE PADRE ANTÓNIO VIEIRA

  • Tiago Eric de Abreu Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil.

Resumo

Refletindo sobre a emotividade humana vinculada à escritura literária, o presente artigo apresenta questões suscitadas pela leitura da obra de Padre António Vieira “Lágrimas de Heraclito”, que versa sobre o riso e o pranto, expressando o paradoxo existencial das emoções. Apoiando-se nos novos paradigmas do conhecimento, emanados da obra do pensador indiano Amit Goswami, o presente estudo aborda o tema considerando a consciência como sendo a unidade de vivência e comoção. A integração de sentimento e pensamento na criatividade poético-literária conduz a considerações sobre o fenómeno emocional e suas implicações éticas para a consciência. Considerando que no paradigma integrativo convergem múltiplos campos de estudos em humanidades, o presente artigo elabora uma reflexão sobre as expressões anímicas intuitivas e simbólicas da criatividade emocional na arte literária.

Publicado
2018-10-02
Como Citar
Abreu, T. (2018). LÁGRIMAS DE HERACLITO: A UNIDADE CRIATIVA DE SENTIMENTO E PENSAMENTO NA OBRA DE PADRE ANTÓNIO VIEIRA. Diacrítica, 31(2), 12. https://doi.org/10.21814/diacritica.229
Secção
A emoção na criação literária e cultural