A RETEXTUALIZAÇÃO HIPERTEXTUAL EM MATERIAL DIDÁTICO DIGITAL PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Autores

  • Débora Liberato Arruda Hissa Universidade Estadual do Ceará
  • Nukácia Meyre Silva Araújo Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.21814/diacritica.260

Palavras-chave:

Retextualização hipertextual, Produção de Material Didático Digital, Educação a Distância

Resumo

Esta pesquisa tem como propósito descrever o processo de retextualização hipertextual por qual o material didático-digital passa antes de ser postado no Ambiente Virtual de Aprendizagem para os cursos de Educação a Distância. O corpus de pesquisa é constituído de todas as versões escritas de 25 webaulas produzidas pela equipe multidisciplinar do curso de Licenciatura em Educação Profissional e Tecnológica (EPCT). A etapa da retextualização hipertextual consiste na adaptação e regularização do estilo do gênero ao novo suporte textual (o Moodle); no acréscimo de recursos visuais, auditivos e hipertextuais; na substituição de textos escritos por textos orais e/ou visuais; além da reordenação estrutural dos fatores de contextualização típicos de textos didáticos. Ao final do estudo, vimos que há uma estreita relação entre o gênero discursivo, a retextualização hipertextual e a transposição didática, já que, em ambas as atividades, há um movimento de adaptações discursivas e de reelaboração da linguagem.

 

Biografia Autor

Nukácia Meyre Silva Araújo, Universidade Estadual do Ceará

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará. Professora da Universidade Estadual do Cea´rá. 

 

Downloads

Publicado

2020-04-03

Como Citar

Liberato Arruda Hissa, D., & Silva Araújo, N. M. (2020). A RETEXTUALIZAÇÃO HIPERTEXTUAL EM MATERIAL DIDÁTICO DIGITAL PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Diacrítica, 34(1), 41–57. https://doi.org/10.21814/diacritica.260

Edição

Secção

Línguas & Tecnologias: modalidades, desafios e experiência