Caracterização do fenómeno da cortesia na cultura comunicativa espanhola

  • Marta Peláez Torres Universidade de Vigo, Espanha
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## https://doi.org/10.21814/diacritica.29

Resumo

A cortesia é um fenómeno comunicativo universal que apresenta variações, determinadas pelos parâmetros socioculturais de cada grupo social. Assim, podemos distinguir entre sociedades que pendem para uma espécie de cortesia positiva e de solidariedade, e outras que preferem a cortesia negativa ou de deferência (Scollon e Scollon, 1983; Sifianou, 1992). Dada esta tipologia, diferentes autores concordam em descrever a cultura espanhola como uma sociedade que favorece a tendência positiva da cortesia, com a consequente preocupação por reafirmar a afiliação ao grupo e por valorizar a imagem do outro interlocutor (Haverkate, 1994; Hickey, 2005). Este fato demonstra-se na análise intercultural da produção de atos de fala corteses que, como acontece por exemplo no ato de felicitar, adotam uma aparência especial nestas sociedades. O conhecimento das premissas culturais espanholas permitirá, ao mesmo tempo, explicar os comportamentos comunicativos dos indivíduos dentro dessa sociedade concreta. O interesse de trabalhos como o que apresentamos vai além dos limites puramente linguísticos e atinge também a área de ensino e  prendizagem de segundas línguas, uma área na qual é especialmente necessário o tratamento direto dos aspetos sociopragmáticos das línguas, dos quais a cortesia faz parte.

Publicado
2017-05-11
##submission.howToCite##
TORRES, Marta Peláez. Caracterização do fenómeno da cortesia na cultura comunicativa espanhola. Diacrítica, [S.l.], v. 31, n. 1, p. 30, maio 2017. ISSN 2183-9174. Disponível em: <http://diacritica.ilch.uminho.pt/index.php/dia/article/view/29>. Acesso em: 25 set. 2017. doi: https://doi.org/10.21814/diacritica.29.
Secção
Artigo temático