JOGOS DIGITAIS COMO MOTIVAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA LEITURA

Autores

  • Regina Cláudia Pinheiro Maria Oleina Pinheiro e Francisco Valmiro Pinheiro
  • Francisco Alexandre Lima
  • Júlio Araújo

DOI:

https://doi.org/10.21814/diacritica.349

Palavras-chave:

Leitura, Motivação, Jogos digitais

Resumo

Neste artigo, objetivamos verificar se e como os jogos digitais motivam os alunos de escola pública na prática de leitura. A fundamentação teórica foi construída com base em duas temáticas: a primeira refere-se à leitura, utilizando alguns estudos, tais como Bamberger (1991), Solé (1998), Kleiman (2000) e Bazerman (2015). A segunda refere-se aos jogos digitais, principalmente, com os autores Antunes (2000), Prensky (2012) e Burke (2015). A metodologia consiste na aplicação de jogos digitais como auxílio de leitura aos alunos de primeiro ano de uma escola pública brasileira, no município de Solonópole, estado do Ceará, com a colaboração de uma professora de Língua Portuguesa. Para tanto, realizamos um estudo de caso com abordagem quantitativa e qualitativa, observando as aulas através de jogos digitais e realizando entrevistas com os alunos. Os resultados demonstram que as aplicações dos jogos digitais, nas condições oferecidas, motivam os alunos na prática de leitura. 

Downloads

Publicado

2020-04-07

Como Citar

Pinheiro, R. C., Lima, F. A., & Araújo, J. (2020). JOGOS DIGITAIS COMO MOTIVAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA LEITURA. Diacrítica, 34(1), 173–198. https://doi.org/10.21814/diacritica.349

Edição

Secção

Línguas & Tecnologias: modalidades, desafios e experiência