Associação de eventos tonais em português de São Tomé

Palavras-chave: prosódia, entoação, associação de eventos tonais, português de São Tomé, variedades de português, português na África

Resumo

O estudo prosódico das variedades de português tem mostrado comportamentos distintos referentes à associação de eventos tonais ao contorno entoacional, aproximando variedades ao mesmo tempo em que distancia outras.

Neste artigo, descrevemos e analisamos o contorno entoacional associado às sentenças declarativas neutras do português santomense (PST) à luz da Fonologia Entoacional integrada à Fonologia Prosódica. Comparamos os resultados obtidos da análise desta variedade africana de português com os descritos para variedades de português europeu, brasileiro e guineense, estudadas pela mesma perspectiva teórica.

Embora em São Tomé e Príncipe a variedade lusitana (especialmente a falada em Lisboa) seja considerada como padrão, ao analisarmos o comportamento entoacional das sentenças declarativas neutras de PST, deparamo-nos com: alta densidade tonal, caracterizada pela associação de acentos tonais a todas as palavras prosódicas de um contorno entoacional; a palavra prosódica como domínio relevante para associação de acentos tonais; contorno nuclear baixo (L* L%); e possibilidade de associação de acento frasal à fronteira direita de sintagmas fonológicos não finais de um sintagma entoacional. Tais características entoacionais são distintas daquelas atestadas para a variedade lisboeta, o que permite-nos assumir o PST como uma variedade detentora de uma gramática entoacional própria, e não uma variedade defectiva do português europeu.

Publicado
2019-12-16
Como Citar
Braga, G., & Fernandes Svartman, F. (2019). Associação de eventos tonais em português de São Tomé. Diacrítica, 33(2), 19-40. https://doi.org/10.21814/diacritica.376
Secção
Linguística Experimental e Variedades do Português