BILINGUISMO INFANTIL.

UM LEGADO VALIOSO DO FENÓMENO MIGRATÓRIO

  • Cristina Flores Centro de Estudos Humanísticos, Universidade do Minho, Portugal.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo refletir sobre uma das heranças dos fluxos
migratórios: o bilinguismo infantil. Tendo como exemplo a migração lusodescendente
na Alemanha, pretende-se discutir a natureza biológica da aquisição de duas
(ou mais) línguas na infância, impulsionada pela convivência de várias línguas no
espaço multilingue criado pelos fenómenos migratórios.

Publicado
2019-05-28
Como Citar
Flores, C. (2019). BILINGUISMO INFANTIL. Diacrítica, 31(3), 237-250. https://doi.org/10.21814/diacritica.395