A aprendizagem da ortografia no Ensino Básico Moçambicano

  • Francisco Vicente Universidade Eduardo Mondlane
Palavras-chave: Aprendizagem da ortografia, Complexidade silábica, Crianças moçambicanas, Ensino básico

Resumo

Pesquisas já disponíveis demonstram dificuldades ortográficas em população de variados níveis de ensino, do básico ao universitário, e em diferentes variedades do Português (Santos 2013; Veloso 2003, Abaurre 2001; Miranda & Matzenauer 2010, Gonçalves & Vicente 2010; entre outras). O objectivo deste trabalho foi avaliar o impacto da complexidade silábica na aprendizagem da ortografia em crianças moçambicanas do Ensino Básico (2ª, 3ª e 5ª classes). As crianças avaliadas são falantes do Português como língua segunda (L2) e a sua língua materna (L1) é o Changana. Os dados foram recolhidos com base num ditado de imagens, com o qual as crianças foram solicitadas a escrever o nome de cada uma das imagens incluídas no ditado (cf. Santos 2013; Veloso 2003). As palavras testadas incluíam sílabas de diferentes formatos: V (asa), CV (faca), CCV (prato, blusa) e CVC (porta, balde pasta). A análise dos dados recolhidos permitiu estabelecer a seguinte ordem de aprendizagem da escrita dos formatos silábicos nos sujeitos avaliados:

CV, V >> CCV >> CVC. Esta ordem de aprendizagem da escrita dos formatos silábicos está de acordo com pesquisas anteriores sobre o conhecimento ortográfico em Português L1 (Abaurre 2001; Miranda & Matzenauer 2010).

 

Publicado
2019-12-16
Como Citar
Vicente, F. (2019). A aprendizagem da ortografia no Ensino Básico Moçambicano. Diacrítica, 33(2), 299-323. https://doi.org/10.21814/diacritica.411
Secção
Linguística Experimental e Variedades do Português