A influência da referencialidade, da definitude e da contração preposição+determinante no processamento de orações relativas

  • Gitanna Brito Bezerra University of Toronto

Resumo

Neste artigo, apresentamos dois experimentos (questionários) que conduzimos para investigar a influência da referencialidade, da definitude e da contração preposição+determinante (contração P+D) no processamento de orações relativas. O primeiro experimento foi conduzido em português brasileiro e os resultados revelaram um efeito significativo da referencialidade e da definitude: a modificação do N2 (aposição local) foi mais observada quando o N2 era referencial e quando ele era introduzido por artigo indefinido. Os resultados não revelaram, porém, efeito da contração P+D. O segundo experimento foi conduzido em espanhol e focalizou a referencialidade e a contração P+D. Os resultados revelaram um efeito significativo dos dois fatores: a modificação do N2 foi mais observada quando o N2 era referencial e quando o artigo que o precedia não envolvia contração com a preposição. Com esses resultados, enfatizamos a influência dos três fatores investigados na interpretação de orações relativas, destacando a originalidade do efeito da contração P+D.

Publicado
2019-12-16
Como Citar
Bezerra, G. (2019). A influência da referencialidade, da definitude e da contração preposição+determinante no processamento de orações relativas. Diacrítica, 33(2), 116-140. https://doi.org/10.21814/diacritica.419
Secção
Linguística Experimental e Variedades do Português