Conhecimento Implícito e Explícito da Flexão Nominal e Verbal em Português Língua Não Materna. Um Estudo sobre Aprendentes Chineses

  • Qunying Li Huiping Li
  • Cristina Maria Moreira Flores
Palavras-chave: Conhecimento implícito, Conhecimento explícito, Aquisição de L2, Flexão verbal, Flexão nominal, Aprendentes chineses

Resumo

 A flexão verbal e nominal é um domínio resistente à plena aquisição no processo de aprendizagem de português língua segunda (PL2) por parte de alunos chineses. O presente trabalho dedica-se ao estudo do grau de conhecimento implícito e explícito da flexão nominal e verbal de PL2 em aprendentes chineses com elevado nível de proficiência, utilizando dois instrumentos de recolha de dados aplicado a um grupo de 15 informantes. Os resultados confirmam que: i) as causas fundamentais das falhas de flexão verbal e nominal são o baixo conhecimento implícito e o processamento desse conhecimento no ato de produção de fala; ii) os falantes têm elevado conhecimento explícito das estruturas analisadas; iii) no caso da flexão nominal, existe uma tendência marcada para substituir o plural pelo singular para substituir o feminino pelo masculino; iv) no caso da flexão verbal, existe a tendência para substituir o pretérito perfeito ou imperfeito do indicativo pelo presente do indicativo, e a tendência de substituir a terceira pessoa do plural pela terceira pessoa do singular; v) existe um desequilíbrio em termos de nível de desenvolvimento do conhecimento implícito das diferentes categorias.

 

Publicado
2019-12-16
Como Citar
Li, Q., & Flores, C. (2019). Conhecimento Implícito e Explícito da Flexão Nominal e Verbal em Português Língua Não Materna. Um Estudo sobre Aprendentes Chineses. Diacrítica, 33(2), 252-277. https://doi.org/10.21814/diacritica.423
Secção
Linguística Experimental e Variedades do Português