AS RETEXTUALIZAÇÕES LITERÁRIAS NO ENSINO DE PORTUGUÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA

RESULTADOS DE UMA PRIMEIRA EXPERIÊNCIA

  • Ana Maria Machado Universidade de Coimbra, Portugal
  • Anabela Fernandes Universidade de Coimbra, Portugal
Palavras-chave: Ensino de português língua estrangeira, Retextualização, Aquisição lexical, Compreensão textual

Resumo

O projeto “Literatura no ensino de Português língua estrangeira” (LEPLE) estuda o lugar da literatura no nível inicial do ensino de Português Língua Estrangeira. A par da seleção de textos literários adequados aos níveis de Iniciação e Elementar (A1 e A2, respetivamente) do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (Conselho de Europa 2001), o projeto procede à retextualização de contos ou novelas que, por razões patrimoniais ou por manifesta interculturalidade, são relevantes neste contexto de ensino. Operando nos níveis A1 e A2, o processo de retextualização não se pode limitar à adaptação literária, pelo que a retextualização tomou como referência os critérios dos graded readers de longa tradição no espaço anglófono e os das escassas adaptações já feitas em Portugal. Face à exiguidade de material literário retextualizado no ensino de Português daqueles níveis, importa partilhar e discutir a experiência adquirida com a retextualização da novela O Senhor Ventura, de Miguel Torga (1943/1985), refletindo sobre os resultados da sua aplicação em diferentes contextos de ensino formal e das suas implicações na aferição dos critérios de retextualização.

Publicado
2019-07-02
Como Citar
Machado, A. M., & Fernandes, A. (2019). AS RETEXTUALIZAÇÕES LITERÁRIAS NO ENSINO DE PORTUGUÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA. Diacrítica, 32(2), 93-114. https://doi.org/10.21814/diacritica.433
Secção
Confluências em Português Língua Segunda/Língua Estrangeira/Língua de Herança