SOBRE OS LIMITES DIDÁTICOS DOS FALSOS AMIGOS ESPANHOL-PORTUGUÊS

Autores

  • Xurxo Fernández Carballido Centro de Línguas Modernas – Universidade de Santiago de Compostela, Espanha.

DOI:

https://doi.org/10.21814/diacritica.450

Palavras-chave:

Falsos amigos espanhol-português, Ensino e aprendizagem de PLE para falantes de espanhol, Léxico, Tradução

Resumo

Os denominados falsos amigos são uma questão muito tratada nos trabalhos sobre a relação entre a língua portuguesa e a língua espanhola. As possíveis aproximações variam segundo os interesses de cada uma das abordagens: a lexicografia, a lexicologia, a semântica, a tradutologia ou o ensino de línguas estrangeiras. Este artigo quer ser mais um contributo, porém, não tem como objetivo compilar ou classificar falsos amigos, mas tentar estabelecer alguns limites ao uso didático do falsoamiguismo.

Downloads

Publicado

2019-07-03

Como Citar

Carballido, X. F. (2019). SOBRE OS LIMITES DIDÁTICOS DOS FALSOS AMIGOS ESPANHOL-PORTUGUÊS. Diacrítica, 32(2), 467–484. https://doi.org/10.21814/diacritica.450

Edição

Secção

Confluências em Português Língua Segunda/Língua Estrangeira/Língua de Herança