Roland Barthes e o rumor da língua no Oriente

Autores

  • Laura Taddei Brandini Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.21814/diacritica.462

Palavras-chave:

Roland Barthes, Oriente, China, Linguagem, Literatura

Resumo

A proposta deste artigo é examinar um aspecto pouco estudado da obra do escritor francês Roland Barthes, a saber, suas relações com o Oriente, do ponto de vista de suas reflexões sobre a linguagem literária oriundas de suas experiências nos países do Magrebe, notadamente no Marrocos, bem como no Japão e na China. Para tanto, examinaremos as noções de incidente e de signo vazio, para, em seguida, privilegiarmos as reflexões de Barthes incitadas pela China no que tange a essência da linguagem, sob a forma do “rumor da língua”.

Downloads

Publicado

2020-12-14

Como Citar

Brandini, L. T. (2020). Roland Barthes e o rumor da língua no Oriente. Diacrítica, 34(3), 222–234. https://doi.org/10.21814/diacritica.462

Edição

Secção

Cultura, Filosofia e Literatura