Pacheco Pinto, M. (2020). Quem tramou Yoritomo-Tashi? Ser ou não ser. Diacrítica, 34(3), 207–221. https://doi.org/10.21814/diacritica.557